23
Set
2015

Quero mudar de plano de saúde: como faço?

Quero mudar de plano de saúde: como faço? Os motivos que levam uma pessoa a mudar de plano de saúde podem ser os mais variados possíveis como negativa de atendimento, descredenciamento de hospitais ou profissionais, demora no atendimento, preço, suspensão do plano, entre outros.

Independentemente de qual seja o motivo, o consumidor nessa mudança pode aproveitar alguns benefícios e assim evitar algumas preocupações, como o cumprimento das carências novamente. Mas para que isso ocorra é preciso conhecer todo o processo e quais são as regras. Fique atento a tudo nesse artigo!

Quando a mudança pode ser feitaSegundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o consumidor pode trocar de plano de saúde a qualquer momento e não importa o motivo. No geral, os motivos que mais levam a essa troca é a insatisfação com o atendimento, incluindo a falta de profissionais, demora no atendimento e negativa de procedimentos. Os reajuste e valores cobrados também levam a essa situação.

Outro fator que pode ocorrer é o descredenciamento do plano e até mesmo da operadora, o que obrigará o cliente a fazer a troca, uma vez que o produto que ele possui não mais pode ser comercializado.

A qualquer momento pode-se solicitar essa mudança, mas o consumidor deve ficar atento a todos os passos que devem ser seguidos para que não cancele o plano e contrate um novo, perdendo os benefícios.

Como mudar de um plano de saúde para outroEssa mudança é chamada de portabilidade. Nesse caso, o beneficiário deixa de ter um plano de saúde e adquire um novo, fazendo apenas a troca e aproveitando a carência.

A carência é um período que o cliente precisa aguardar para poder começar a utilizar os serviços do plano, sendo que elas variam de acordo com os procedimentos médicos e doenças pré-existentes, indo de 24 horas a 24 meses.

A portabilidade de carências é válida apenas para os clientes que contrataram o plano de saúde após 1º de janeiro de 1999 e que já possui o plano há, pelo menos, 2 anos – ou 3 anos nos casos de haver doença pré-existente. É preciso também que o pagamento esteja em dia para que seja feita essa troca.

Outro ponto importante é que, na portabilidade, os planos devem ser parecidos e com as mesmas coberturas, sendo que o plano para qual se está indo deve ter valor igual ou inferior ao plano de origem. Essa mudança é válida tanto para planos individuais como coletivos por adesão, podendo ele ser adaptado conforme a necessidade do beneficiário.

Existem casos em que ocorre a portabilidade especial, nessas situações a ANS cancela o registro do plano, intervém na transferência dos beneficiários ou então ocorre o falecimento do titular. Nessas situações, a portabilidade pode ser realizada, mas os motivos são diferentes.

Quem deseja mudar de plano de saúde deve comunicar a nova operadora que deseja ser seu cliente e apresentar a documentação solicitada. Dessa forma, pode-se dar andamento ao processo de portabilidade e aproveitar as carências já cumpridas na operadora de origem. Com isso o consumidor é o grande beneficiado e consegue aproveitar melhor o plano de saúde sem precisar aguardar para utilizar os procedimentos médicos. 

Você ainda tem alguma dúvida sobre mudar de plano de saúde? Deixe seu comentário abaixo!
« Voltar

Deixe o seu comentário

Nome:

E-mail:

Código:

0 Comentários
Topo

Informações e Contato

azulcorp@azulcorp.com.br
Rua Jovita, 238, A | Santana | São Paulo - SP |

Informações Importantes

SUSEP nº 10.2017620.1

Nós Ligamos Para Você


Preencha os campos abaixo que nossa equipe entrará em contato.

Nome:

E-mail:

Telefone: