14
Dez
2016

Como proceder com o plano de saúde em uma emergência

Como proceder com o plano de saúde em uma emergência Os usuários que contratam um plano de saúde possuem o direito a atendimento em casos de urgência e emergência.

Se o paciente se deparar com uma recusa na prestação dos serviços de assistência médica que constam no contrato, principalmente em caso de urgência e emergência, o fato pode ser considerado omissão de socorro, fazendo com que os agentes sejam penalizados.

A carência máxima em casos de urgência e emergência é de 24 horas. Para o seu conhecimento, urgência é definida como pacientes que sofreram acidentes pessoais ou complicações no processo gestacional.

Já emergência é quando há risco imediato à vida ou lesões irreparáveis. De acordo com a Resolução Normativa nº 319 da ANS, os planos de saúde são obrigados a cumprirem com a cobertura do atendimento e internação dos pacientes em caso de urgência e risco de morte.

Se houver uma negativa por parte do plano em liberar exames, procedimentos e consultas, ele deverá justificar a atitude no prazo de 48 horas, por escrito, assim que o usuário fizer a solicitação do benefício, podendo arcar com uma multa no valor de R$ 30 mil reais.     

« Voltar

Deixe o seu comentário

Nome:

E-mail:

Código:

0 Comentários
Topo

Informações e Contato

azulcorp@azulcorp.com.br
Rua Jovita, 238, A | Santana | São Paulo - SP |

Informações Importantes

SUSEP nº 10.2017620.1

Nós Ligamos Para Você


Preencha os campos abaixo que nossa equipe entrará em contato.

Nome:

E-mail:

Telefone: